Natal será a primeira capital a implantar o sistema integrado de Tecnologia da Informação


Novos ventos para a gestão municipal em 2015. Uma parceria entre a Prefeitura de Natal e o Ministério do Planejamento vai propiciar a implantação do sistema integrado de Tecnologia da Informação na capital potiguar. Natal será a primeira capital do Brasil a ter o sistema implantado. A previsão é de 12 meses. Na manhã desta quarta-feira (29), no salão nobre do Palácio Felipe Camarão, o secretário adjunto da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do Ministério do Planejamento, Fernando Siqueira, explicou como funciona o sistema ao prefeito Carlos Eduardo e secretários municipais.

Ele disse que a Governança Corporativa estará acima da Governança de Tecnologia da Informação. Citou, ainda, a Gestão de Tecnologia da Informação, que trabalhará com quatro pilares: infraestrutura, pessoal, sistema e software. O gestor chamou a atenção também para o Projeto e-Cidade que preconiza o comprometimento pleno das áreas clientes, gestão criteriosa do contrato com o fornecedor e o gerenciamento amplo do Projeto, envolvendo também ações de infraestrutura de TI, ações de atualização de processos, ações de fortalecimento de pessoal de TI, ações de internalização de conhecimento e ações de aculturamento e capacitação dos usuários. “Todos nós temos de estar engajados no processo”, alertou Fernando Siqueira.

Por sua vez, o prefeito Carlos Eduardo pediu a cooperação dos secretários, sob o comando da titular da pasta de Planejamento, Virgínia Ferreira, para a necessária integração de todas as secretarias do município, visando ao sucesso de implantação do Sistema de Tecnologia da Informação. “Cada um dos secretários precisa ter consciência da necessidade de integração”, assinalou o chefe do executivo.

“A política do Ministério do Planejamento vai baratear os custos do município”, disse a secretária Virgínia Ferreira. Ela destacou, ainda, o modelo de software livre, o termo de cooperação entre a Prefeitura de Natal e o Ministério do Planejamento, além da integração de todas as secretarias municipais. “O sistema vai melhorar a folha de pagamento, o planejamento, a saúde e a educação, entre outras atribuições do município”, ressaltou.

Fonte: Prefeitura Municipal de Natal

  • Compartilhe este conteúdo