Setor de Tecnologia da Informação se organiza para implantar e-cidade na Rede Municipal de Saúde


Divulgação SMS

Divulgação SMS

A Secretaria Municipal Saúde (SMS) de Natal, por meio do Setor de Gestão de Tecnologia de  Informação e Comunicação (SGTIC), setor de informática, está se organizando para a implantação do  Sistema E-Cidade na Rede Municipal de Saúde. O E-cidade é software público de Gestão Municipal que  se destina a informatizar a gestão dos Municípios Brasileiros de forma integrada. Esta informatização  contempla a integração entre os entes municipais: Prefeitura Municipal, Câmara Municipal, Autarquias,  Fundações e outros.

O sistema organiza e otimiza a administração pública em seus mais diversos fatores; Melhora e facilita o  atendimento ao cidadão; Promove a Integração informatizada dos órgãos municipais; Traz redução de  custos; Independência de fornecedores.

“Estamos na fase de levantamento de dados e de requisitos para a implantação do E-cidade, que vem  sendo acompanhado do analista de Negócios e representante do E-Cidade, Jeferson Morais. A medida  visa à integração e gerenciamento dos serviços para dar mais celeridade aos serviços. Como exemplo  podemos citar os setores como, o almoxarifado e farmácia. Com o sistema implantado poderemos ter o  controle da dinâmica do funcionamento em tempo real, além de economia de tempo, de trabalho e de  recursos”, declarou o chefe do SGTIC, Diego Felipe.

O representante do E-Cidade, Jeferson Morais, ressalta as vantagens da implantação do software na  Secretaria Municipal de Saúde. “A economia de recursos é uma das vantagens na adoção do E-cidade, além da liberdade de escolha dos fornecedores e garantia de continuidade do sistema, que é apoiado pelo Ministério do Planejamento”, disse.

O E-cidade Software Público de Gestão Municipal dispõe de uma estrutura modular e parametrizável, tendo como principal objetivo, organizar e otimizar a administração pública em seus mais diversos fatores, melhorando e facilitando o atendimento ao cidadão, buscando o equilíbrio das contas públicas, a maximização da receita e o plano cumprimento dos preceitos legais.

Fonte: Prefeitura de Natal

  • Compartilhe este conteúdo